Dreams are renewable. No matter what our age or condition, there are still untapped possibilities within us and new beauty waiting to be born.

-Dale Turner-

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Na verdade, não há




é preciso amar,
Porque para um pai não há preciosidade ou tesouro no mundo que valha a felicidade de um rebento. Porque a namorada achou que era hora de se entregar, e o namorado mostrou que era digno de receber. Porque a gravidade é o cupido que une a chuva à terra, e porque qualquer amor gera frutos. Vapor, que seja. Porque o ódio que nasce está fadado ao fracasso. Ninguém odeia para sempre. Porque era tanta escuridão que teus olhos, ainda que negros como o breu, me trouxeram luz. Porque às vezes você quer arrancar a pele, quer enlouquecer de dor. Porque as vezes dói muito mais do que se pode suportar e porque as vezes dor é tudo que se quer. Porque não precisa ser para sempre. Porque um nanosegundo basta, às vezes; porque noutras uma eternidade é corriqueira, pra tanta coisa. Porque só se sabe. Porque só se tem. Porque não se tem.

como se não houvesse amanhã,
Porque às vezes você sangra só para saber que ainda vive. Porque olhos abertos não são garantia. Porque é inebriante a certeza de que o que você faz é respirar e não absorver oxigênio. Porque geralmente você precisa de ar. Porque noutras ocasiões falta de ar é o que te supre. Porque a vida devia ser igual aos filmes. Porque às vezes ela é. Porque SEMPRE só depende de você. Porque maio demorou demais para chegar. Porque a saudade da espera me mata. Porque quando chega a hora, e nada acontece eu vejo que a graça estava no caminho. Porque a pressa da chegada te traz arrependimentos. Porque se arrepender significa que tentaste. Porque no fim, não importou se eu usei só tu ou só você. Porque hoje eu não sou o eu, nem o nós. Hoje eu sou tu, hoje eu sou ele, hoje sou eles. O Estranho pra mim. Estranho a mim mesmo. Por que o precipício tende a ser a minha casa. Porque a minha casa tende a ser o precipício. Porque eu tenho medo de escolher. E o medo é a minha escolha. Porque medo é combustível. Porque essa combinação é explosiva. Porque explosões colorem o céu de vermelho. e por que o agonizar da fumaça me abre olhos. É preciso respirar.

na verdade, não há,
Abriu os olhos e viu. A música de nós dois enjoa, o para sempre sufoca. O amanhã não o preocupa. Não há ninguém ao lado, na cama. Não há mensagens. Ele também não precisa de alguém ao lado na cama, não agora. Mensagens só ocupam espaço. Outras mensagens virão. Outras camas também. O amor não foi eterno. Não foi inverdade, tampouco. Dias coloridos não são alegres. A chuva refresca. O beijo não teve sino. A foto envelheceu e grudou no porta-retrato.Tirará outra. Não há trilha sonora. O coração sofre ao som de música ruim, não há notas românticas. O inesquecível fui eu que fiz. E fui eu que te esqueci. Nem tudo sai como nos filmes. Aquele filme fizeram para mim. Não corra no meio da rua, se não for preciso. Jogue-se do Aconcágua se lá embaixo estiver seu coração. Meu coração. Olhos e poças d’água. Diferença? Acho que não. Transportam o céu para o chão. Relaxe. Se o coração parou de bater porque já o fez. Voltará a fazê-lo. Vamos fazer história? Sim, todo dia é dia de glória se você quiser. O mundo não acabou, o amanhã virá, o amanhã aqui está; Na verdade viva, na verdade xingue, grite, morra de amor, de dor, de cansaço, desista, persista. Na verdade chore, ria. Na verdade não se importe. Na verdade viva o amanhã hoje, porque, na verdade, o amanhã não há.

12 comentários:

João Victor disse...

Lucas e sua já tão conhecida genialidade no trato com as palavras, mostrando que sabe reinventar-se e, assim, provocar sempre de maneira única o leitor!!
Gostei muito do estilo que adotaste nesse texto, conseguiste reunir bem ritmo, sentido e inovação!!
Sucesso!

Lucas disse...

briigado, um elogio vindo de um dos melhores escritores que eu conheço, vale ouro. ;D

Anônimo disse...

rapaz, a cada dia que passa tu te supera.. e tora de cada coisa a essencia realmente verdadeira. posso te dizer que me identifiquei demais com esses teus dois ultimos textos. e eu nao vou nem comentar do portugues né. perfeito! Andressa Almeida

Vinícius Lima disse...

É Lucas, estou gostando muito desse teu novo estilo, o texto deu uma sonoridade à leitura muito gostosa ,bem concertado mesmo... e em algumas partes fiz valer muito o texto, dando um valor de autoajuda.
Parabéns pela sintonia das palavras e intencionalidade implícita.

Mariana disse...

Nossa adorei esse texto, o que mais gostei até agora :)

Anônimo disse...

um ótimo texto Lucas. e são textos como esse e o anterior que percebemos a tua inteligência e intimidade ímpar com as palavras.. nos envolvendo, nos indentificando e anciosos sempre pelo próximo. parabéns e sucesso, Tatiana.

Amanda Arrais disse...

Ai, tenho que dizer que esse é, sem dúvidas, o teu-meu texto preferido! Eu fui lendo e o ritmo parecia ter vida própria. As antíteses foram inexplicavelmente bem usadas e a não-pressa pro amor como tema (e lema) é sempre uma boa pedida. O amanhã não há e o hoje é a gente que faz, então boa sorte no teu hoje em um novo (e velho, sempre) mundo agora de 18 anos. Parabéns mais que duplamente e em todos os sentidos. ;)

camiLamoRim. disse...

A cada palavra eu só tinha vontade de mais palavras. ah, quanto orgulho num só amigo! Aplausos e mais aplausos para a tua capacidade de me traduzir.

LP disse...

"Porque um nanosegundo basta, às vezes". Mto Bom! Isso puxa da gente oq há de mais bonito e circunstanial, se é q me faço entender, rsrs Parabéns!

Adryany disse...

Quanta preciosida no uso das palavras que juntas conseguem traduzir uma realidada palpável e não meramente sonhada...sonhar é gostoso mas o dificil é perceber o quanto é mais gotoso ainda viver intensamente o hoje...texto simplesmente lindo!!!bjssss
Adryany

Thaynara Gomes disse...

Eu adorei esse texto e realmente tu adotaste um estilo diferente ao escrevê-lo. Adorei o ritmo da leitura e pelos textos que já li, esse é meu preferido, sim (tu adivinhou que ia gostar desse!).

Débora Almeida disse...

ARRASSOU!! A cada dia que passa viro mais fã e leitora assidua, uma verdadeira sarna pra me coçar hashauhsuahsahs! Faço das palavras de Camila as minhas, uma verdadeira tradução, todos se encontram nesse texto #fato.. Sucesso!